A A A

Equipamentos do Kitesurf

Por Editoria em 14/02/2011 | 2 comentários

Os equipamentos necessários para a prática do Kitesurf são o kite, as linhas, a barra de controle, a prancha e o cinto. Saiba mais e descubra os tipos e detalhes desses equipamentos.

Kite -  O Kite (pipa) é feito com o mesmo tecido de um pára-quedas. Sem a pipa não existe o kitesurf, portanto ele é o principal equipamento do esporte. O formato de asa em arco facilita o voo. O kite é formado por cinco partes:

- Bordo de Ataque - Parte frontal, onde fica o inflável principal e entra o fluxo de ar.

- Bordo de Fuga - Parte traseira, por onde sai o fluxo de ar.

- Cabrestos - Conjunto de linhas que compõe a estrutura de conexão do tecido às linhas de voo e permite a manobrabilidade do kite. 

- Talas infláveis - Ajudam a dar forma ao perfil do kite e distribuem a tensão no tecido no sentido transversal.

- Bexigas - Tubos de plástico que, inflados, dão rigidez à estrutura do kite.

Existem quatro tipo de kites. São eles:

- Infláveis - Possuem apenas uma superfície de tecido, talas infláveis que lhes mantém o perfil aerodinâmico estável, e um inflável principal que mantém o formato em arco, tornando-os insubmersíveis e fáceis de redecolar. É o tipo de kite mais utilizado pelos kitesurfistas. 

- Foils - Assemelham-se a um parapente. Possuem duas camadas de tecido (superfície superior e inferior) e é dividido por várias células, que se enchem de ar (pelo vento, através de válvulas frontais) e formam seu perfil. Possuem um complexo sistema de cabresto. 

- Arch (híbridos) - Têm duas camadas de tecido, semelhante ao foil e não possuem infláveis. Usam o sistema de perfil de dupla superfície junto com o formato frontal em arco, eliminando a necessidade das mil linhas do cabresto.

- Framed - Em conceito, são semelhantes às pipas de brinquedo, pois possuem apenas uma camada de tecido e armação em fibra (geralmente de carbono).

- Linhas - As linhas são o elo de ligação do kite com o surfista. Existem três tipos de linhas que exercem diferentes funções: 

- Linha de voo - mede aproximadamente 30 metros e liga o kite à barra de controle

- Linha de freio - serve para frear 

- Linhas Principais - conhecidas por Kevlar, apresentam alta resistência e elasticidade mínima para o controle do kite. 

- Barra controle - É utilizada para controlar o kite. O atleta tem nela a possibilidade de comandar a direção e a velocidade. Com aproximadamente 90 cm de comprimento, ela  vem acompanhada de um sistema para frear a pipa em caso de emergência. 

- Prancha - Antes de tudo, conheça cada parte de uma prancha de kitesurf:  

Bordas –  Nada além do que as laterais da prancha. As bordas podem ser finas ou grossas, altas ou baixas e redondas ou afiadas.

Nariz – É a parte frontal da prancha

Rabeta - Parte posterior da prancha

Quilhas - Dão equilíbrio e estabilidade

Alças – São os encaixes para os pés. Podem ser alças, sandálias ou botas.

Deck - Parte superior da prancha

Rocker - Curvatura longitudinal da prancha

Concave - Curvatura transversal do fundo

Distribuição de volume - Espessura em cada ponto ao longo do comprimento.

Existem três tipos de pranchas para se praticar o kitesurf. O estilo da prancha vai depender do estilo do atleta. Existem pranchas parecidas com as de surf e também com as de wakeboard. O diferencial é o tipo de material do qual ela é feita. Como os saltos são frequentes, as pranchas têm que ser mais resistentes. Conheça os tipos que existem:

- Direcionais - são feitas para serem usadas em ondas e em regatas. São semelhantes às pranchas de surf, podendo ter acabamento em resina epoxi e miolo em bloco de isopor (mais resistentes) ou em resina poliester e miolo em bloco de poliuretano. Possuem duas ou três alças para os pés e quilhas iguais às de surf. 

Bidirecionais - São pranchas com acabamento em resina epoxi e miolo em bloco de isopor ou em resina poliester e miolo em bloco de poliuretano. Normalmente têm 2 alças, mas podem ser usadas com botas de wakeboard ou sandálias. Elas não têm frente ou traseira, ambos os lados são iguais. Possuem quilhas menores do que as direcionais e são mais ágeis para se mudar de direção. 

Wakeboard – Esse tipo de prancha não é a ideal para o kitesurf. Elas são pranchas com pouquíssima flutuação e quilhas pequenas. Podem ter botas (mais usado) ou sandálias. Geralmente, são feitas com um sanduíche de resina e fibra (de vidro ou carbono), mas podem ser de madeira também. As de fibra podem possuir miolo de espuma rígida, honeycomb ou madeira balsa (as mais atuais).

Possuem a vantagem de serem leves e pequenas, assim,  sua aerodinâmica facilita os saltos e giros. Em ventos fortes, são boas para orçar, pois cravam bem a borda na água e são muito resistentes. Porém, por quase não flutuarem, precisam de ventos mais fortes. Em ventos fracos, são mais difíceis de orçar. 

Fonte: Kitesurf Mania

Publicidade:

Imóveis em Santos, São Vicente e Praia Grande é no www.ImovelBaixadaSantista.com.br

Tags: kitesurf  equipamentos  kite  linhas  barra  controle  prancha  cinto  detalhes  bordo  bexigas  manobras  esportes  radicais 

2 comentários

Postar um comentário »

Por jeremy scott pas cher em 19/03/2014 às 0:06

I'm extremely impressed with your writing skills as well as with the layout on your blog. Is this a paid theme or did you customize it yourself? Either way keep up the excellent quality writing, it is rare to see a nice blog like this one today.. jeremy scott pas cher http://chaussure-adidas-jeremy-scott.thailandentrance.com

Por Nike Air Jordan 3 em 05/01/2014 às 13:16

Hi there, just became aware of your blog through Google, and found that it is truly informative. I am going to watch out for brussels. I will be grateful if you continue this in future. Lots of people will be benefited from your writing. Cheers! Nike Air Jordan 3 http://www.blurpmedia.com/316-nike-air-jordan-3/

Postar comentário

Login:

Fechar


Registrar-se | Esqueci meu login/senha